TRASPOSIÇÃO DO VELHO CHICO: ALUIZIO ALVES SE FOI MAS A ESPERANÇA NÃO MORREU

Aluízio Alves foi dos protagonistas desse Projeto.
O Projeto de Integração do Rio São Francisco é destinado a assegurar a oferta de água até 2025 a cerca de 12 milhões de habitantes de pequenas e médias cidades da região do semiárido dos Estados de Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte. A informação consta de um documento elaborado pela Secretaria de Recursos Hídricos do Estado e foi divulgado nesta quinta-feira (9) pelo secretário durante entrevista ao Programa Rádio Verdade do Sistema Arapuan de Comunicação.

O blog ressalta, que o ex ministro Aluízio Alves foi um dos grandes protagonistas do projeto de transposição das águas do Velho Chico para o Sertão Nordestino. Foi Aluízio que quando Ministro da Integração Nacional do governo do presidente Itamar Franco, mostrou a viabilidade deste importante projeto para os estados nordestinos.

Aluízio Alves se foi, mas a esperança não morreu; Aí vem as águas do velho Chico tornando realidade o sonho de muitos que acreditavam. O senador Cristovam tem razão quando falou que ha mais gente pra ser lembrada nessa conquista no Sertão Nordestino. Isso será possível com a retirada de 26,4 metros cúbicos por segundo de água o equivalente a 1,4% da vasão garantida pela barragem de Sobradinho no trecho do rio onde se dará a captação.

Esse montante hídrico será destinado ao consumo da população urbana de 390 municípios do Agreste e do Sertão dos quatro Estados do Nordeste setentrional. Nos anos em que o reservatório estiver vertendo, o volume captado poderá ser ampliado para até 127 metros cúbicos por segundo contribuindo para o aumento da garantia da oferta de água para os múltiplos usos. Para que as águas chegassem à Paraíba, o Governo do Estado vem investindo mais de R$1,5 bilhões em obras complementares ao programa de integração do Rio São Francisco.

Sendo no eixo leste 1,2 bilhões, os quais pode-se destacar o Canal Acauã/Araçagi e ainda vários sistemas adutores de esgotamento sanitário. Esta sexta-feira (10), confirmando-se a previsão do governo federal, entrará para a história do estado da Paraíba. Neste dia, as águas transpostas do Rio São Francisco entram no Rio Paraíba, no município de Monteiro, na Região do Cariri, rumo ao Açude de Boqueirão, no Compartimento da Borborema.

E a solenidade de abertura das comportas pelo governo federal terá a presença do Ministério Público da Paraíba (MP-PB), que nos últimos dois anos e quatro meses tratou da crise hídrica no estado como prioridade, atuando como fiscalizador, orientador e aglutinador de forças públicas para viabilizar a conclusão das obras do Eixo Leste do Projeto de Integração e Transposição das Águas do Rio São Francisco.